FUSO 2008
28 JUL > 1 AGO
       

 

                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
             
 
 
 
cristina mateus
O MEU CORPO CENTRÍFUGO 2
   
    2003, Fundação PLMJ, 4’47’’
 

A análise da condição feminina marca a prática da artista. Através da representação figurada ou real do corpo, nos seus vídeos e fotografias equaciona a ideologia subjacente ao predomínio masculino na civilização ocidental. Neste projecto, o plano fixo de uma máquina de lavar roupa remete para o contexto doméstico. Porém, captando-se o programa de centrifugação – com os característicos movimento e sonoridade – e intercalando-se este enquadramento com perspectivas do interior do tambor do aparelho, confere-se à sequência de imagens uma carga psicológica. Assim, questionando o falocentrismo dominante, este trabalho enuncia um potencial de emancipação da mulher.