FUSO 2010
28 JUL > 31 JUL
       

 

                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
             
 
 
 
clara games
HUNGER
   
OPEN CALL   Portugal, 5:00 min
 

No século XXI a crítica da sociedade de consumo é dada como anacrónica pelas formas de arte dominantes. Num mundo onde o consumismo atingiu formas e níveis nunca vistos, a arte tende a tratá-lo como objecto esgotado. Esta vídeo-performance é uma alegoria do consumo e da própria crítica do consumo: uma vulva come vários objectos, uns simbólicos, outros, ícones do consumo em si. Sendo o sexo um dos produtos mais consumidos actualmente, foi escolhido como o objecto principal desta performance. É, porém, descontextualizado através de uma distância que anula o seu sentido erótico. Certas palavras são introduzidas como separadores e parecem ora sublinhar, ora ironizar, os objectos. Numa época em que a própria arte multimédia se submete aos efeitos do consumismo (frequentemente avalia-se a técnica e não o resultado) procurámos, através da simplicidade de três instrumentos já muito explorados mas sempre abertos - o corpo/performance, o vídeo e a palavra - o máximo efeito estético e significante.