FUSO 2011
26 > 30 JUL
       

 

                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
         
                     
          back
 
 
 
nuno lacerda
PORTA, 2008
OPEN CALL  
    2’ 09”
 

Uma porta é atravessada por várias instâncias do mesmo personagem. Não sabemos o que há para lá da porta, o personagem espera, espreita, atravessa, convida-se e regressa, cruzando-se com os seus clones num ciclo perpétuo. Interessa a existência de uma porta e o gesto de atravessá-la, do outro lado há apenas ele próprio à procura de outro lado.