projecto para a internacionalização das artes performativas portuguesas
DESENVOLVIMENTO DE PROJECTO

A altíssima criatividade dos artistas portugueses, expressa na originalidade e qualidade das obras artísticas produzidas em território nacional, não é, ainda, reconhecida internacionalmente com o mérito que lhe é devido.
Assim, no início de 2010, a DC financiou um estudo desenvolvido por Simge Gucuk (responsável pela programação de Artes Performativas de Marseille Provence – Capital Europeia da Cultura 2013), para o desenvolvimento de um projecto com vista à implementação de uma estratégia de internacionalização das artes performativas nacionais.
Numa primeira fase, foram auscultadas estruturas de produção, agentes culturais e artistas para, através do cruzamento da informação reunidas, se sintetizar quais as suas dificuldades e necessidades no campo da internacionalização.
Em Maio do mesmo ano, a DC promoveu, em colaboração com o Alkantara, no Atelier RE.AL, uma mesa redonda com o intuito de repensar e de desenvolver estratégias para uma eficaz internacionalização das artes performativas nacionais.
O resultado desta mesa redonda foi surpreendente. Todas as entidades convidadas sem excepção, incluíndo a DGArtes e o GPEARI, se fizeram representar, tendo participado activa e construtivamente nesta reunião de trabalho em formato de brainstorming.

 

 
ORGANIZAÇÃO
PRODUÇÃO