quem somos
DUPLACENA


 
 
Em 2003/4, António Câmara Manuel, então director da Eira, traz, produz e apresenta em Portugal o Festival Temps d’images. Porque este festival extravasou os objectivos da Eira, funda a DuplaCena, estrutura que tem como finalidade a realização, produção e promoção de festivais, espectáculos artísticos e de multimédia, interdisciplinares e pluridisciplinares, para além de pesquisas de natureza técnica relacionadas com a actividade em causa.
Neste contexto e numa singular cumplicidade com os mais prestigiados espaços culturais de Lisboa, produz e apresenta objectos artísticos, resultantes do cruzamento das artes performativas e da imagem, reconhecendo e encorajando o aparecimento de novas propostas.
A DuplaCena persistiu nos objectivos traçados de alargar o leque das suas actividades, apostando num funcionamento regular que integra, entre outros projectos, o Festival Temps d’Images, numa rede de dez países europeus em colaboração com a ARTE e o FUSO – Anual de Vídeo Arte Internacional de Lisboa.
A estrutura tem, entre os seus objectivos, a divulgação de obras e o aumento da notoriedade dos artistas portugueses e suas obras em Portugal e além fronteiras. Procura igualmente trazer a Portugal reconhecidos artistas internacionais proporcionando, assim, um diálogo com o que de melhor, em termos de criação, se faz no país e no estrangeiro.
A proposta, por parte da DuplaCena, a Clara Andermatt e F.J. Ossang para o desenvolvimento de um estaleiro, para apresentação no âmbito do Festival Temps d'Images 2006, deu origem a "Silêncio". Para além de assegurar o permanente diálogo artístico entre os dois criadores, a DuplaCena assumiu a direcção de produção do filme de F.J. Ossang, com o mesmo nome, vencedor do PRÉMIO JEAN VIGO 2007 e seleccionado para a Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes 2007.