Encontro Tardio

[pt_banner uniq_id="5ed7b3683f314" style="style2" arrow_next_screen="off" social_buttons="off" height="150"][pt_banner_item uniq_id="5ed7b4fb842c3" background_type="color" heading_uppercase="" vertical_align="bottom" background_color="#282d28" sub_heading="Encontro Tardio" sub_heading_size="40" button_text_color="#ffffff" heading="Pedro Ramalhete
2020, 22’, Ficção"][/pt_banner]

Lisboa, 2018. O inverno começa a precipitar-se sobre o movimento da cidade. Vicente irrompe pelo meio do turbilhão de gente e de automóveis ruidosos, com uma lágrima a correr-lhe pela cara: descobriu que o pai está a morrer. Regressa a casa, que partilha com Raquel, a sua namorada. Vicente tenta ganhar coragem para contar a Raquel a notícia que o atormenta, enquanto a noite cai sobre a cidade. Num outro quarto, vivem Filipe e Joana. Um casal feliz, intenso, cheio de paixão. A ansiedade cresce no corpo de Vicente assim como o cancro sobre o corpo do pai. Na manhã seguinte ele tem de ir ter com o pai, mas antes disso é importante fazer uma reflexão sobre a relação com Raquel e sobre a sua própria ansiedade.

Realização e Argumento
Pedro Ramalhete

Com
João Vicente
Bruna Santos Quintas
Filipe Sambado
Neuza Rodrigues

1º Assistente de realização
Bruno de Freitas Leal

Produção executiva
António Câmara Manuel (DuplaCena)

Direção de produção
Frederico Mesquita

Chefe de produção
Maria Inês Gonçalves

Direção de fotografia
Miguel Barbosa

Direção de som
Miguel Coelho

Direção artística
Laura Gama Martins

Financiamento
Fundação GDA


Azeredo Perdigão e a Constante Evolução

[pt_banner uniq_id="5ed7b3683f314" style="style2" arrow_next_screen="off" social_buttons="off" height="150"][pt_banner_item uniq_id="5ed7b4fb842c3" background_type="color" heading_uppercase="" vertical_align="bottom" background_color="#282d28" sub_heading="Azeredo Perdigão e a Constante Evolução" sub_heading_size="40" button_text_color="#ffffff" heading="Paulo Seabra"][/pt_banner]

Documentário de forte linguagem poético/visual, escrito e realizado por Paulo Seabra que narra a fabulosa vida de José de Azeredo Perdigão. Uma das figuras mais importantes para o desenvolvimento social, cultural e científico do século XX em Portugal.
Com um intenso trabalho de pesquisa de toda a sua vida desde 1896. Amigo de Fernando Pessoa, Almada Negreiros e António Ferro. Apresenta-se pela 1º vez, as suas fichas da PIDE e outros arquivos, que demonstram a sua luta pelas causas sociais e culturais durante o regime de Salazar. Em 1942 torna-se advogado de Calouste Gulbenkian que irá resultar na criação da Fundação. Com testemunhos de quem trabalhou e conheceu Azeredo, este documentário demonstra a importância ímpar que Azeredo e sem esquecer Madalena Perdigão tiveram na idealização da Fundação Calouste Gulbenkian.

Escrita e Realização
Paulo Seabra

Produtor
António Câmara

Assistente de Realização
Maria Antónia Linhares de Lima

Uma Produção
Duplacena

Com
Eduardo Lourenço
António Ramalho Eanes
Dalila Rodrigues
José Blanco
Guilherme D’oliveira Martins

Artur Santos Silva
Eduardo Marçal Grilo
Mónica Bettencourt Dias
José Sasportes
Isabel Mota
Pedro Paulo de Azeredo Perdigão
Miguel de Azeredo Perdigão
Isabel Maria
João Carlos Perdigão

Participação Especial
Coro E Orquestra Gulbenkian
Maestros Muhai Tang
Lorenzo Viotti
Michel Corboz
Pedro Burmester
Mário Laginha


O Último Porto - Além das Pontes

[pt_banner uniq_id="5ed7b3683f314" style="style2" arrow_next_screen="off" social_buttons="off" height="150"][pt_banner_item uniq_id="5ed7b4fb842c3" background_type="color" vertical_align="bottom" background_color="#282d28" sub_heading="O Último Porto - Além das Pontes" sub_heading_size="40" button_text_color="#ffffff" heading="Pierre-Marie Goulet
2019, 87’, Documentário"][/pt_banner]

O filme procura concretizar em imagens e sons o sentimento de uma analogia subterrânea, sem dúvida em parte subjectiva, a partir de dados topográficos e culturais portugueses e turcos, evocando também a permanência silenciosa da cultura muçulmana na cultura portuguesa. Ao provocar encontros entre membros destas duas culturas, revela-se o que, para além dos dados históricos, tece os laços entre dois universos aparentemente tão distantes um do outro.

Realização
Pierre-Marie Goulet

Com
Kudsi Erguner
Virgínia Dias
Cláudio Torres
Manuela Barros Ferreira
Margarida Pamplona Leite
Teresa Garcia
António Cunha

Direção de fotografia
Galahad Goulet

Som
Alexandre Abrard, Dumnac Goulet

Montagem
Pierre-Marie Goulet

1º Assistente de realização
Teresa Garcia

2º Assistente de realização (Mértola)
Rossana Torres

1º Assistente de imagem
Niall O’Byrne

Chefe maquinista
David Valente

Maquinista
Rui Pereira

Fotografia de cena
António Cunha

Produtores
António Câmara Manuel (DuplaCena)
Chantal Dubois (Aum Films)

Produtor associado
Paulo Trancoso

Direção de produção
Helena Baptista (Nicha)

Assistente de produção
Mariana Carvalho

Assistente de produção (Mértola)
Adriano Fernandes

Assistente de produção (Aljezur)
Ami Daysi

Coprodução
DuplaCena (Portugal)
Athanor (Portugal)
Aum Films (França)

Financiamento
ICA – Instituto do Cinema e Audiovisual 
RTP – Rádio e Televisão de Portugal