O FUSO INSULAR – Mostra de Videoarte dos Açores, surge na sequência do FUSO – Anual de Videoarte Internacional de Lisboa – Educação | Conhecimento | Formação de Público | Promoção da criação local e nacional

O FUSO INSULAR é uma iniciativa que pretende impulsionar a criação de obras em vídeo e encorajar artistas emergentes, lançando convites a curadores nacionais e internacionais para apresentarem sessões públicas e desenvolverem espaços de formação audiovisual na ilha de São Miguel.

 

O FUSO INSULAR tem como objetivo colmatar no Arquipélago dos Açores os objetivos enunciados no que concerne à sua dimensão educativa e de ineditismo no campo das novas tecnologias de comunicação e criação da imagem.

Ao programar uma mostra de videoarte para a comunidade açoriana, O FUSO INSULAR ambiciona fomentar o pensamento crítico em torno dos novos media, programando obras de artistas nacionais e internacionais, sejam eles históricos ou contemporâneos, revelando obras inéditas ao público de São Miguel.

Na tentativa de contribuir de forma significativa para a dinâmica da arte contemporânea local, o FUSO INSULAR desenvolve um Laboratório de criação que pretende potencializar a formação de jovens artistas, apostando na educação como forma de transformação da sociedade.

Com especial atenção à criação de novos públicos, a promoção e o enriquecimento do conhecimento da arte em vídeo passa também pela divulgação de obras dos artistas portugueses nas ilhas, contribuindo assim para a diversidade cultural.

O FUSO quer ser INSULAR e ampliar o público, promovendo a arte em novos locais de exibição e espalhar se pelas ilhas do Arquipélago, utilizando o seu enorme potencial passado-presente-futuro que, com os seus curadores e artistas, há 13 anos sedimentam e constroem esta história.

O FUSO INSULAR acontece na Ilha de São Miguel, Açores, pelo terceiro ano consecutivo. 


De 28 a 30 de Outubro de 2021

Em 2021 dividiu-se em dois momentos: o Laboratório Imagem em Movimento, onde se pretendeu incentivar a criação de trabalhos em vídeo, e a Mostra que apresentou obras de artistas nacionais e internacionais, além dos trabalhos desenvolvidos durante o Laboratório.

 

Os participantes do Laboratório Imagem em Movimento 2021

Carolina Medeiros Rocha – São Miguel
Diogo Sousa – São Miguel
João Amado – São Miguel
Madalena Correia – São Miguel
Mariana Amaral P. Medeiros – São Miguel
Nina Medeiros – São Miguel
Rodrigo Mota – São Miguel
Sara Brum – Terceira

Após apreciação por parte do júri de seleção das 18 candidaturas válidas inscritas, acreditamos que a participação destes artistas no Laboratório trará um olhar singular e relevante, não apenas para a Mostra de Videoarte, mas sobretudo para uma audiência mais vasta a que finalmente se destina.


JÚRI DE SELEÇÃO

André Laranjinha – artista
Diana Diegues – produtora cultural
João Mourão – diretor do Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas
Maria José Cavaco – artista
Rachel Korman – diretora artística do Fuso Insular

O Laboratório Imagem em Movimento visa fomentar a criatividade e o desenvolvimento do pensamento crítico em relação aos novos media. Pretende-se um exercício de reflexão sobre a imagem em movimento como expressão artística transversal a todas as práticas, cruzando linguagens do filme experimental, da performance, da fotografia e do cinema.

Durante os meses de julho a setembro, os participantes tiveram oportunidade de aprofundar os seus conhecimentos sobre a história da imagem em movimento, sob orientação da artista e realizadora Susana de Sousa Dias, responsável pela componente teórica do Laboratório. A orientação prática ficou a cargo de André Laranjinha, com o apoio técnico do Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas.

 

O Laboratório Imagem em Movimento é uma atividade do FUSO INSULAR,
em coprodução com o Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas.

FUSO.INSULAR | 2021FUSO.INSULAR | 2020